14 June 2017

Descoberto em Cesareia Marítima o altar do templo de Herodes o Grande

As novas descobertas arqueológicas no templo de Cesareia Marítima, cidade rica de testemunhos e vestígios cristãos. As obras serão financiadas graças a uma doação de cem milhões de shekel.

Archaeology, Culture, and other Religions

Loading the player...
Embed Code  

Request High Quality Video
Copy the code below and paste it into your blog or website.
<iframe width="640" height="360" src="https://www.cmc-terrasanta.org/embed/13197"></iframe>
Request High Quality Video
Please send an email to :
info@cmc-terrasanta.org

Subject:Request High Quality Video

Email Message:
Personal Archive / promotion CMC / TV Broadcasting

http://cmc-terrasanta.com/en/video/archaeology-culture-and-other-religions-8/13197.html

No part of this video can be edited or transmitted, unless an agreement is reached with the Christian Media Center and provided all parties agree.
O templo de Cesareia Marítima, um dos monumentos mais majestuosos construídos por Herodes o Grande, se enriquece de uma nova importantíssima descoberta.

Após terem colocado à disposição dos visitantes o hipódromo, o teatro e o Herodion, as autoridades do maior parque arqueológico de Israel se concentraram na área do templo que antigamente se erguia diante da entrada do porto, definida “impressionante por tamanho e beleza” pelo historiador Giuseppe Flavio.

PETER GENDELMAN
Israel Antiquities Authority
“Pela primeira vez foram trazidos à luz os vestígios do altar mor situado embaixo da escadaria que subia ao templo. Tratava-se de uma magnífica estrutura circular, diante da plataforma, também construída por Herodes o Grande.”

A estrutura que Herodes construiu em Cesareia pertence a uma tipologia especialmente complexa de altares. Recorda o altar mais importante de todo o império romano que Augusto mandou construir em Roma: a Ara Pacis.
Um altar sacrifical cercado por paredes enfeitadas de até 5 metros de altura.

PETER GENDELMAN
Israel Antiquities Authority
“Mais uma descoberta especial que fizemos diz respeito aos vestígios de brasões das legiões situados provavelmente ao redor do altar. Sabemos que era uma prática típica dos legionários romanos.”

Cercar o altar com paredes enfeitadas era uma prática específica das regiões ocidentais do império romano. A estrutura de Cesareia é portanto única na região médio-oriental.

PETER GENDELMAN
Israel Antiquities Authority
“Isso torna mais forte ainda a ideia de que Herodes o Grande considerasse Cesareia como uma ligação entre seu reino e Roma, o centro do império.”

A fama de Cesareia não se deve apenas ao império Romano e à história antiga. Também na época cristã a cidade adquiriu uma posição de destaque.

Pe. EUGENIO ALLIATA, ofm
Arqueólogo Studium Biblicum Franciscanum
“Antes de mais nada sabemos disso pelos Atos dos Apóstolos no Novo Testamento. Narra-se da pregação de Pedro, que foi à cidade de Cesareia e converteu ao cristianismo o centurião romano chamado Cornélio”.

Em segundo lugar temos a história de São Paulo, preso em Cesareia e detento no Pretório de Herodes, que os arqueólogos têm identificado recentemente com certeza.

Precisamente aqui, no Palácio do Pretório, durante as perseguições, foram trazidos muitos dos primeiros cristãos para serem processados. Muitos deles sofreram o martírio.

Pe. EUGENIO ALLIATA, ofm
Arqueólogo Studium Biblicum Franciscanum
“Estes são os famosos mártires de Cesareia, alguns conhecidos inclusive, como o soldado Marino que teve que escolher entre a espada e o Evangelho. Ele escolheu o Evangelho.”

Na época cristã os Bizantinos construíram santuários nos lugares da cidade relacionados com os acontecimentos evangélicos. A basílica bizantina em forma octogonal surgia no lugar onde tinha sido construído o templo pagão.

Pe. EUGENIO ALLIATA, ofm
Arqueólogo Studium Biblicum Franciscanum
“Existe, ainda, uma basílica cruzada também situada na área do templo, que tem três ábsides. A basílica cruzada remonta à época da cidadela construída por São Luís IX rei da França, da qual ainda hoje se veem imponentes vestígios em toda a parte principal e central de Cesareia”.

Antes de se tornar um lugar dedicado exclusivamente às escavações arqueológicas, a cidade era ainda habitada por alguns cristãos.

Pe. EUGENIO ALLIATA, ofm
Arqueólogo Studium Biblicum Franciscanum
“Um padre greco-ortodoxo vivia no lugar da basílica cruzada dedicada aos santos Pedro e Paulo. Outro sacerdote do patriarcado Latino ia de vez em quando a Cesareia para cuidar espiritualmente de algumas famílias de cristãos maronitas seguidoras da Igreja Católica.”

A fundação Rothschild, junto com as autoridades do parque arqueológico, colocou à disposição a relevante quantia de cem milhões de shekel para a continuação das escavações, além da construção de instalações inovadoras, concebidas especialmente para os visitantes.

Santos, mártires, filósofos e cavaleiros, por mais de dois mil anos caminharam pelas ruas desta antiga cidade que, temos certeza, esconde ainda muitos segredos para desvendar.