16 Fevereiro 2017

Betânia, entre arqueologia e projetos sociais

Das obras de restauração do lugar do túmulo de Lázaro aos projetos am apoio à comunidade local organizados pela Associação pro Terra Sancta.

Arqueologia, Cultura, e outras religiõe

Loading the player...
Embed Code  

Solicite Vídeo de Alta Qualidade
Copy the code below and paste it into your blog or website.
<iframe width="640" height="360" src="https://www.cmc-terrasanta.org/embed/betania-entre-arqueologia-e-projetos-sociais-12463"></iframe>
Solicite Vídeo de Alta Qualidade
Por favor, envie um email para :
info@cmc-terrasanta.org

Assunto: Pedido de Vídeo de Alta Qualidade

Mensagem:
Arquivo Pessoal / promoção CMC / TV Broadcasting

http://cmc-terrasanta.com/pt/video/arqueologia-cultura-e-outras-religioe-8/betania-entre-arqueologia-e-projetos-sociais-12463.html

Nenhuma parte deste vídeo podem ser editadas ou disseminada sem um acordo com antecedência com o Christian Media Center acordarem os termos e condições de publicação e distribuição.
Um antigo vilarejo, com uma história milenar. Em Betânia, no coração da Samaria, conforme narram os Evangelhos, Jesus ressuscitou Lázaro. Desde então, o lugar desse milagre, o túmulo no qual ainda existem vestígios, mesmo passados 2000 anos, transformou-se inúmeras vezes, deixando marcas de uma história artística e arqueológica.

CARLA BENELLI
Associação Pro Terra Sancta
Existe a igreja atual, que remonta à decada de 50, construída pelo arquiteto Barluzzi, mas existem vestígios das muitas igrejas precedentes: da igreja bizantina, cruzada, ao mosteiro das beneditinas. Existe uma estratificação, hoje em ruínas, que se encontrava em uma situação muito difícil porque tinha sido abandonada.

Três anos atrás, sob impulso do então Custódio da Terra Santa, Pierbattista Pizzaballa, começaram as obras de recuperação e de restauração do sítio arqueológico que tinha se deteriorado e se encontrava em condições de degradação e sujeira. As atividades foram dirigidas pela Associação Pro Terra Sancta e pelo Mosaic Center de Jericó, junto com a Al Quds University.

OSAMA HAMDAN
Diretor Mosaic Center Jericó
A melhor alternativa é trabalhar com as universidades, dar-lhes a oportunidades de escavar, de escrever sobre o lugar... Envolver os estudantes, o que na prática, é sensibilizar e proporcionar uma oportunidade de trabalho na área para o futuro.

IBRAHIM ABU AMAR
Diretor do Instituto de Arqueologia –Universidade Al Quds
Nas últimas escavações, realizadas no verão passado, trabalhamos na região onde espremiam azeitonas. Descobrimos uma das principais paredes da segunda igreja construída na época do imperador Justiniano, no V ou no VI século d.C. e também qual era a utilidade do lugar durante o período cruzado. Estamos agora completando as escavações nessa área e pretendemos realizar outras na parte meridional do convento, mas precisamos de mais tempo para podermos completar as escavações.

As escavações estão atualmente paradas e vão recomeçar assim que chegarem as permissões dos ortodoxos, franciscanos e outros envolvidos, provavelmente em abril.

Além de envolver professores e estudantes universitários nos projetos, a Associação pro Terra Sancta organiza cursos de formação para jovens e mulheres sobre a administração do turismo sustentável e excursões dirigidas aos visitantes, aos cidadãos locais e, principalmente, às escolas. Grande parte da população, a maioria muçulmana, desconhece, de fato, a história do sítio arqueológico. Além disso, colabora com a associação feminina Shorouq society na produção e venda de velas, sabonetes e óleos naturais.

CARLA BENELLI
Associação Pro Terra Sancta
A ideia do projeto, muito sinteticamente, é ampliar o percurso dos visitantes. Normalmente, eles vem por meia hora, descem, visitam o túmulo, sobem no ônibus e vão embora. Nós gostaríamos que, em vez disso, que eles pudessem fazer aqui uma experiência mais profunda... de ver um lugar que lhes recorde o episódio evangélico mas também um lugar bonito, histórico. Além disso, permanecendo mais tempo aqui, trarão benefícios à comunidade local.