21 Fevereiro 2018

Inaugurada, no Egito, igreja em memória dos 21 mártires coptas

No Egito, passados três anos do massacre dos 21 jovens coptas, foi inaugurada uma igreja em memória a eles.

Atualidade e Eventos

Loading the player...
Embed Code  

Solicite Vídeo de Alta Qualidade
Copy the code below and paste it into your blog or website.
<iframe width="640" height="360" src="https://www.cmc-terrasanta.org/embed/14427"></iframe>
Solicite Vídeo de Alta Qualidade
Por favor, envie um email para :
info@cmc-terrasanta.org

Assunto: Pedido de Vídeo de Alta Qualidade

Mensagem:
Arquivo Pessoal / promoção CMC / TV Broadcasting

http://cmc-terrasanta.com/pt/video/atualidade-e-eventos-1/14427.html

Nenhuma parte deste vídeo podem ser editadas ou disseminada sem um acordo com antecedência com o Christian Media Center acordarem os termos e condições de publicação e distribuição.
Uma igreja dedicada aos 21 cristãos coptas decapitados por terroristas da facção Estado Islâmico, há três anos, foi inaugurada nas proximidades da cidade de Samalut, no Egito. Treze das vítimas eram desta região.

Familiares participaram da celebração. A expectativa é a de que os restos mortais, encontrados no ultimo ano na Líbia, sejam trazidos para este lugar de culto.

A igreja, de acordo com um comunicado da Fundação Ajuda à Igreja que Sofre, começou a ser construída em abril de 2015.

Quinze de fevereiro, quando foram divulgados vídeos com imagens deste massacre, se tornou a data da memória litúrgica destes cristãos declarados mártires pelo Papa copta Tawadros II.

Em diversas ocasiões o próprio Papa Francisco condenou os massacres a que são submetidos os cristãos coptas egípcios.

Sobre esses “irmãos que foram mortos pelo simples fato de confessar a Cristo” chegou afirmar que: “O sangue dos nossos irmãos cristãos é um testemunho que grita. Sejam católicos, ortodoxos, coptas, luteranos, não importa: são cristãos. E o sangue é o mesmo, o sangue que confessa Cristo”.