05 Dezembro 2017

“Assim como eu sou”, a exposição fotográfica dos ex-detentos da Casa da Graça

A exposição, por conta de 15 ex-detentos guiados pela fotojornalista Andrea Kroggman, foi inaugurada em 30 de novembro e vai ficar aberta durante duas semanas na igreja St. Andrew em Jerusalém

Atualidade e Eventos

Loading the player...
Embed Code  

Solicite Vídeo de Alta Qualidade
Copy the code below and paste it into your blog or website.
<iframe width="640" height="360" src="https://www.cmc-terrasanta.org/embed/assim-como-eu-sou-a-exposicao-fotografica-dos-ex-detentos-da-casa-da-graca-13914"></iframe>
Solicite Vídeo de Alta Qualidade
Por favor, envie um email para :
info@cmc-terrasanta.org

Assunto: Pedido de Vídeo de Alta Qualidade

Mensagem:
Arquivo Pessoal / promoção CMC / TV Broadcasting

http://cmc-terrasanta.com/pt/video/atualidade-e-eventos-1/assim-como-eu-sou-a-exposicao-fotografica-dos-ex-detentos-da-casa-da-graca-13914.html

Nenhuma parte deste vídeo podem ser editadas ou disseminada sem um acordo com antecedência com o Christian Media Center acordarem os termos e condições de publicação e distribuição.
MOHAMMED ABU JOMA
Ex-detento - Fotógrafo
“Fiquei na cadeia durante 18 anos. Aceitei participar deste projeto porque eu queria expressar o que sinto pelas pessoas que me ajudaram. Para elas foi muito importante ver-me viver como homem, sem problemas ou drogas ou qualquer outro obstáculo que me impediria de viver minha vida normalmente”.

Mohammed hoje mora em Jerusalém e trabalha para uma empresa de ônibus, mas também é um dos ex-detentos que realizaram a exposição fotográfica “assim como eu sou”. O projeto, conclusão de um workshop guiado pela fotojornalista Andrea Kroggman e promovido pela Casa da Graça de Haifa, foi apresentado ao público no dia de Santo André, na igreja escocesa de Jerusalém.

JAMAL SHEHADE
Diretor da Casa da Graça - Haifa
A ideia foi começarmos um workshop de 5 sessões, em que os ex-detentos pudessem expressar suas questões de modo terapêutico inclusive, além daquilo que para eles representa viverem na Casa da Graça, seus objetivos e desejos futuros…

JAMAL SHEHADE
Diretor da Casa da Graça - Haifa
A exposição fala disso e o faz do ponto de vista de cada um. Eis por que a chamamos « assim como eu sou através da câmera ».

A Casa da Graça é uma realidade fundada em 1982 por um casal de jovens palestinos, Agnes e Kamil Shehade. Tudo nasceu de um versículo do evangelho de Mateus: “Tive fome e me destes de comer, estive preso e fostes visitar-me”. A missão é acolher os ex-detentos que ficaram sozinhos, dando-lhes uma casa e uma segunda família.

JAMAL SHEHADE
Diretor da Casa da Graça - Haifa
Ao longo do tempo a missão tem ficado mais ampla com base nas necessitades da sociedade. Hoje temos vários projetos em andamento, para ajudar as famílias que precisam e os jovens em risco. Mas o objetivo principal é procurarmos oferecer aos ex-detentos uma casa aconchegante, onde, com a ajuda de profissionais, eles possam aprender a voltar a andar com suas próprias pernas e a reintegrar-se na sociedade.

Hoje a casa reúne uma equipe de 15 membros e 15 ex-detentos e alcança 250-300 famílias necessitadas na área de Haifa, além de 90-100 crianças envolvidas nas atividades da tarde. Para cada um o desejo é o mesmo: fazer com que eles descubram que têm um valor, que são únicos e têm capacidades e dons para aproveitar, como qualquer um.

MOHAMMED ABU JOMA
Ex-detento - Fotógrafo
“Antigamente eu não confiava em ninguém… mas as pessoas com quem eu morei na Casa da Graça me deram muita segurança e autoestima e me fizeram sentir um ser humano que tem direito de viver como os outros. Eles me permitiram dar-me conta de que eu fui feito para viver como todo mundo, com respeito e dignidade”.