01 Junho 2016

Encerramento do Mês Mariano na Terra Santa

Com devoções próprias, franciscanos locais e cristãos árabes celebram o encerramento do mês Mariano em diversas cidades e santuários da Terra Santa.

Atualidade e Eventos

Loading the player...
Embed Code  

Solicite Vídeo de Alta Qualidade
Copy the code below and paste it into your blog or website.
<iframe width="640" height="360" src="https://www.cmc-terrasanta.org/embed/encerramento-do-mes-mariano-na-terra-santa-10984"></iframe>
Solicite Vídeo de Alta Qualidade
Por favor, envie um email para :
info@cmc-terrasanta.org

Assunto: Pedido de Vídeo de Alta Qualidade

Mensagem:
Arquivo Pessoal / promoção CMC / TV Broadcasting

http://cmc-terrasanta.com/pt/video/atualidade-eventos-e-cultura-1/encerramento-do-mes-mariano-na-terra-santa-10984.html

Nenhuma parte deste vídeo podem ser editadas ou disseminada sem um acordo com antecedência com o Christian Media Center acordarem os termos e condições de publicação e distribuição.
Na Terra Santa, o mês mariano foi encerrado com celebrações em diversas cidades. No dia em que a Igreja recordou a visita de Maria à sua prima Isabel, uma missa foi celebrada, em Ein Karem, na Igreja que guarda a memoria deste momento.

TIAGO RANGEL
Cong. Notre Dame de Sion - Jerusalem
“Nós estamos aqui presentes, participando neste lugar onde tudo aconteceu. Não é simplesmente um memorial de fé, mas é o “estar presente”. Então é muito gratificante, muito especial para todos nós que participamos desta missa”.

O santuário franciscano da visitação fica no alto das montanhas da judeia e a cada ano, os franciscanos sobem até aqui no ultimo dia do mês de maio para celebrar este encontro de Maria com sua prima Isabel.

Deste lugar, freis, religiosos e fieis recordaram o momento em que Maria soube que Isabel estava gravida, e veio às pressas de Nazaré para cuidar da prima gestante, que era idosa.

Pe. DOBRIMIR JASZTAL, ofm
Vigário Custódia Terra Santa
“O exemplo de Maria que deveria estar sempre presente mas, sobretudo, vivido, aplicado na vida é sua atitude de fé, de humildade, de um serviço humilde de caridade, e em seguida, de uma vida alegre e também de uma realização alegre da própria vocação. Só assim, pela vida de Maria, poderemos também nos tornar discípulos, como ela foi discípula do seu Filho”.

Durante a celebração eucaristica, alguns freis receberam o ministério do leitorato e o acolitato, etapas da preparação para a ordenação diaconal e presbiteral.

Frei OSCAR PARRA, ofm
Acólito - Custódia Terra Santa
“Receber o acolitato neste dia, neste lugar, é muito especial porque, assim como Maria se colocou ao serviço de Deus desde o primeiro momento, assim também eu tentarei agora, com este novo ministério, prestar um serviço pleno, agradável a Deus, como fez a Santissima Virgem desde o primeiro momento”.

Ao final da missa uma procissão seguiu da Igreja da Visitação à chamada fonte da Virgem, lugar onde Maria saudou Isabel e entoou o Magnificat.

Em Nazaré, o ultimo dia de maio foi celebrado na Basílica da Anunciação. Um grande número de fieis participou da oração do Rosário e em seguida da missa solene.

Pe. AMJAD SABBARA, ofm
Paróquia da Anunciação – Nazaré
“Maria nos ajuda sempre a compreender aquilo que ela disse e Caná. Escutai o que Ele vos disser e colocai em pratica”. Foi esta também a mensagem do mês de Maria, onde viemos escutar a palavra de Deus e tentamos também colocar a Sua Palavra em pratica em nossos relacionamentos pessoais, e na vida da paroquia e da sociedade onde vivemos”

Na cidade onde morou a Sagrada Família, os cristãos cultivam um grande amor por esta "filha da cidade". Como tradição, vestem as meninas como Maria, uma forma de pedir proteção à Mãe de Jesus, no lugar do seu “sim” a Deus.

Em Jerusalém, no ultimo domingo de maio, a celebração aconteceu na Igreja São Salvador, sede da custodia Franciscana. A missa foi presidida pelo vigário patriarcal, Mons. William Shomali, com a presença dos cristãos árabes locais.

A procissão com a imagem de nossa Senhora saiu da Igreja e percorreu as ruas da Cidade Velha, num clima de fé e muita devoção.

GRAÇA FALLAS
Jerusalém
“Todos os anos eu participar da procissão, mas este ano é diferente porque estou vestida de Maria. É algo muito especial e diferente das outras vezes”.

A benção foi dada aos fieis em três estações: no pátio de uma escola cristã, no Patriarcado Latino e no pátio do Convento de São Salvador.

S.E. Mons. WILLIAM SHOMALI
Vigário - Patriarcado Latino de Jerusalém
“É um sinal de que a população de Jerusalém é sempre fiel às suas tradições e promessas para com a Mãe do Céu”.

No território palestino, a veneração à Virgem Maria também seguiu os passos da religiosidade local. Uma procissão partiu do Vale do Cremisan ao seminário da cidade de Beit Jala, próxima a Belém.
Spk1. 00.00.06
Com cantos e a oração do rosário, os fiéis expressaram todo o amor pela Virgem Mae de Deus.

SALI QESSEIE
Beit Jala
“Todos os dias fomos à Igreja rezar o rosário, dirigir a Maria nossas intenções. Pedimos pelos pobres, pelos que sofrem e passam necessidades. Fomos uma só família, honrando a Virgem Maria, que é nossa mãe, a Mãe da Igreja, que nos defende e nos protege”.