21 Fevereiro 2018

“É entrar na cena do seu filme preferido”, diz peregrina

Mais de 100 italianos participaram da peregrinação à Terra Santa organizada pela Obra Romana Peregrinações. Eles se colocaram a caminho seguindo os passos de Jesus.

Peregrinos

Loading the player...
Embed Code  

Solicite Vídeo de Alta Qualidade
Copy the code below and paste it into your blog or website.
<iframe width="640" height="360" src="https://www.cmc-terrasanta.org/embed/14431"></iframe>
Solicite Vídeo de Alta Qualidade
Por favor, envie um email para :
info@cmc-terrasanta.org

Assunto: Pedido de Vídeo de Alta Qualidade

Mensagem:
Arquivo Pessoal / promoção CMC / TV Broadcasting

http://cmc-terrasanta.com/pt/video/peregrinos-6/14431.html

Nenhuma parte deste vídeo podem ser editadas ou disseminada sem um acordo com antecedência com o Christian Media Center acordarem os termos e condições de publicação e distribuição.
ALESSANDRA
Peregrina – Diocese de Ozieri (Sardenha)
“Ser peregrina na Terra Santa é entrar na cena do seu filme preferido”.

Um episódio que aconteceu há 2000 anos que se atualiza em nossas vidas todos os dias. Alessandra resume assim a experiência que fez nos lugares do Evangelho, pouco antes de entrar na gruta da manjedoura, em Belém.

ALESSANDRA
Peregrina – Diocese de Ozieri (Sardenha)
“É bonito participar da Missa, ao longo do ano, mas, estar nos lugares citados na Bíblia é uma emoção única, indescritível. Só é possível entender essa emoção estando aqui”.

Como ela, mais de cem pessoas vindas da Sardenha, na Itália, participaram da peregrinação à Terra Santa organizada pela Obra Romana Peregrinações. Eles vieram movidos por um desejo e uma esperança.

DomMons. CORRADO MELIS
Diocese de Ozieri (Sardenha)
“Viemos aqui porque queremos renovar a fé transmitida a nós pelos apóstolos mas,também, pra percorrer pela estradas por onde eles, Jesus e Maria passaram. Caminhar nesta terra pra nós se torna importante pois reforça a nossa fé e todas as outras virtudes que precisamos ter”.

O grupo de peregrinos se inclinou pra entrar na Basílica da Natividade em Belém pela Porta da Humildade. Os peregrinos se ajoelharam na gruta da manjedoura e tocaram no lugar onde Jesus nasceu”.

LOREDANA CHESSA
Peregrina – Diocese de Ozieri (Sardenha)
“Uma emoção pois aqui em Belém começou toda a história, nasceu uma criança, uma criança que salvou o mundo e o salva a cada dia”.

Don GIOVANNI BIALLO
Obra Romana Peregrinações
“Nestes lugares ainda ressoa a Palavra do Evangelho que fala. E fala de maneira toda especial porque escutar nestes lugares a Palavra do Senhor significa ver o Evangelho. E isso permanece no nosso coração! A experiência de visitar a Terra Santa realmente muda a nossa vida!”.

O número de peregrinos, nos últimos meses tem sido crescente, batendo verdadeiros recordes. Cada pessoa tem a possibilidade de conhecer a historicidade dos Evangelhos, de fazer memória dos lugares da revelação e de atualizar uma experiência.

PATRIZIA FUSARO
Peregrina – Diocese de Ozieri (Sardenha)
“De toda a peregrinação o que mais me tocou foi o fato de que Jesus continua a ser crucificado por nós todos os dias, mas, além disso, de que Ele continua a renascer em nossos corações”.

LOREDANA CHESSA
Peregrina – Diocese de Ozieri (Sardenha)
“Trazemos no coração todos os problemas, todas as angústias, nosso ser mãe…Estou aqui com minha família, com meu filho. Queremos uma graça, uma leveza de coração e, depois, levar esta experiência à nossa cidade, ao nosso cotidiano”.

Assim a simples oração, ensinada pela avó que, por 60 anos foi catequista e que há poucos meses faleceu, se torna diálogo.

“Jesus me ensina a ser bom como o senhor é bom”.